top of page
  • Branca Ícone Instagram
  • Ícone do Facebook Branco
  • X
  • TikTok

Bebê de cinco meses morre após passar mal na casa da babá

Causa da morte está sendo investigada pelas autoridades

Bebê de cinco meses morre após passar mal na casa da babá em Anápolis
Foto: Divulgação/Arquivo Pessoal

Uma tragédia abalou a cidade de Anápolis neste sábado (24/6), quando uma bebê de apenas cinco meses perdeu a vida após passar mal enquanto estava sob os cuidados da babá. Maria Cecília deu entrada na Unidade de Pronto Atendimento (UPA) com sinais de engasgo, mas a hipótese foi descartada pelos médicos legistas.


A mãe da criança, Gessiana Freitas, que trabalha como auxiliar de serviços gerais durante a noite, deixou Maria Cecília e seu filho de 5 anos aos cuidados da babá. Durante a madrugada, Gessiana recebeu uma ligação do marido da babá, informando que a bebê havia engasgado e precisava de atendimento médico urgente.


Preocupada, Gessiana imediatamente entrou em contato com a babá, que alegou não estar em casa naquele momento. A profissional explicou que os menores estavam sob os cuidados de sua mãe, uma pessoa acostumada a cuidar de crianças.


Indignada com a situação, Gessiana exigiu saber o que realmente aconteceu com sua filha. Em entrevista, ela relatou que seu filho, que também estava presente, testemunhou Maria Cecília dormindo junto com outras crianças em uma cama. O garoto também afirmou ter visto a bebê com os lábios roxos.


O Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) foi acionado e a criança foi imediatamente levada à UPA da cidade. Infelizmente, a mãe encontrou Maria Cecília sem vida, e os médicos fizeram tentativas de reanimação por duas horas. Após uma conversa com a equipe médica, a possibilidade de engasgamento foi descartada.

Para determinar a causa da morte da criança, a Polícia Científica de Goiás solicitou uma necropsia e exames complementares. As autoridades estão investigando o caso, sob a responsabilidade da Polícia Civil.


A gestora da UPA emitiu uma nota oficial lamentando o ocorrido e informou que Maria Cecília chegou à unidade durante a madrugada, trazida pelo Samu, sem sinais vitais e em parada cardíaca. Foram realizadas manobras de ressuscitação cardiorrespiratória por quase uma hora, porém, sem sucesso.


O óbito foi declarado por volta das duas horas da manhã, e o corpo da pequena Maria Cecília foi encaminhado ao Instituto Médico Legal (IML). A Polícia Civil assumiu as investigações do caso, visando esclarecer as circunstâncias que levaram à morte prematura da bebê.

Comentarios


Publicidade

Publicidade