top of page
  • Branca Ícone Instagram
  • Ícone do Facebook Branco
  • X
  • TikTok

Caiado cobra da Equatorial soluções para quedas de energia

Em reunião no Palácio Pedro Ludovico Teixeira com presidente Lener Jayme, governador critica falha no fornecimento de energia e pede reforço no sistema para enfrentar período chuvoso. Procon Goiás notifica empresa

Caiado cobra da Equatorial soluções para quedas de energia
Governador Ronaldo Caiado e secretários se reúnem com presidente da Equatorial, no Palácio Pedro Ludovico - Foto: Cristiano Borges

As quedas de energia verificadas nos últimos dias em Goiás foram tema de reunião, nesta quinta-feira (28/9), no Palácio Pedro Ludovico Teixeira, em Goiânia, entre o governador Ronaldo Caiado e o presidente da Equatorial no estado, Lener Jayme. “Precisamos de respostas e soluções reais. Não esperamos uma vara de condão para resolver magicamente todos os problemas, mas queremos investimentos, planejamento diante de mudanças climáticas, transparência e melhor comunicação com os goianos”, cobrou Caiado.


Lener justificou a onda de calor como um dos principais problemas, que sobrecarregou sistemas de distribuição do Brasil inteiro. Segundo ele, a direção do Operador Nacional do Sistema Elétrico (ONS) determinou, por exemplo, na tarde de ontem a interrupção da energia em subestações da região sudeste de Goiás para reduzir o impacto de sobrecargas.


Caiado aproveitou para ressaltar a necessidade de preparação para o período chuvoso: “São questões sazonais que exigem ações preventivas. O sistema deve ser reforçado para evitar danos maiores”. Embora a fiscalização do serviço seja atribuição do Governo Federal, por meio da Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel), o governador tem repetido que vai acompanhar de perto soluções para o problema.


A empresa assumiu a concessão da distribuição de energia elétrica em Goiás em dezembro de 2022, após venda da Enel. Em nove meses de trabalho, segundo o presidente, foram investidos mais de R$ 1,3 bilhão. “O cenário mostra que, apesar dos esforços, ainda é necessário avançar para responder ao que a população espera. Não podemos viver mais sob essa angústia que já vivemos durante anos com a empresa anterior”, complementou o governador.

Foto: Cristiano Borges

O secretário geral da governadoria, Adriano da Rocha Lima, o presidente do Procon Goiás, Levy Rafael Cornélio, e o secretário de comunicação, Gean Carvalho, também participaram da audiência.


Notificação

O governador Ronaldo Caiado informou, durante a reunião, que o Procon Goiás será firme no monitoramento da prestação do serviço. Foram registradas, entre 1º de agosto e 28 de setembro deste ano, 257 denúncias de consumidores contra a empresa. O principal problema apontado é justamente a interrupção no fornecimento de energia.


Segundo o superintendente do órgão, Levy Rafael, a empresa será notificada ainda nesta quinta-feira (28/9) e terá o prazo de 48 horas para prestar esclarecimentos sobre os motivos da instabilidade e quais medidas efetivas foram e/ou serão tomadas para sanar os problemas, entre outras solicitações, como a apresentação de documentos.


“O Procon Goiás está atento a essa questão e cobrará respostas efetivas da empresa, que flagrantemente presta um péssimo serviço aos cidadãos goianos, que estão enfrentando prejuízos incalculáveis com esses constantes apagões. Por determinação do governador Ronaldo Caiado, seremos intransigentes na defesa do consumidor”, afirma.

Comments


Publicidade

Publicidade