top of page
  • Branca Ícone Instagram
  • Ícone do Facebook Branco
  • X
  • TikTok

Caiado sanciona data-base do funcionalismo público estadual e novo piso salarial dos professores

Impacto considerando cerca de 80 mil servidores do Executivo é de R$ 292,8 milhões em 2023. Em 2024, investimento será de R$ 619 milhões. Adequação ao Novo Piso Salarial Nacional dos Professores contempla 54 mil servidores da ativa, efetivos e em contrato temporário, aposentados e pensionistas

Caiado sanciona data-base do funcionalismo público estadual e novo piso salarial dos professores
Foto: Divulgação

O governador Ronaldo Caiado sancionou, nesta quinta-feira (25/5), a data-base 2023 do funcionalismo público estadual e a adequação dos vencimentos dos professores da rede pública estadual ao novo Piso Salarial Nacional. “Desde que recuperamos as finanças do Estado de Goiás, estamos repondo o salário dos servidores na ativa e dos aposentados. Nós teremos esse reajuste garantindo aquilo que foi a inflação, junto a todos os salários”, afirma Caiado. Reajustes já entrarão na folha salarial do mês de maio.

A sanção da data-base 2023 consolida os esforços do Governo para cumprir a constituição e as garantias do funcionalismo estadual. A revisão anual dos vencimentos, subsídios e proventos do pessoal civil e militar ativo e inativo e pensionistas, inclusive empregados públicos do Poder Executivo, estabelece um reajuste de 5,93%, dividido em duas parcelas iguais de 2,92%, uma em maio e a segunda em outubro de 2023. A medida atinge cerca de 80 mil servidores.


O impacto da correção salarial dos servidores do Poder Executivo no Tesouro Estadual será de R$ 292,8 milhões em 2023 e chega a R$ 619 milhões em 2024, mantendo o compromisso do Governo com a valorização da categoria mesmo diante de perdas de receita com a redução da alíquota dos combustíveis. Em 2022, a data-base concedida foi de 10,16%.


Novo Piso Salarial Nacional

A adequação dos vencimentos dos professores da rede pública estadual ao novo Piso Salarial Nacional que é de R$ 4.420,55 contempla 54 mil servidores da ativa, efetivos e em contrato temporário, aposentados e pensionistas, fortalecendo a política de valorização dos profissionais da Educação. Para os professores que têm salário base menor do que o novo piso nacional o aumento pode chegar a até 14,95%, correspondendo ao reajuste do piso nacional de 2023 em relação a 2022.


Para os professores PIII e PIV, que já têm vencimento maior do que o novo piso, o acréscimo alcançará o reajuste da data-base, pelo Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA) de 5,93%. O impacto financeiro da adequação dos vencimentos dos professores envolve recursos de R$ 29 milhões mensais e R$ 319 milhões anuais.

Comentarios


Publicidade

Publicidade

bottom of page