top of page
  • Branca Ícone Instagram
  • Ícone do Facebook Branco
  • X
  • TikTok

Chelsea monitora Neymar e tentará contratação caso jogador decida sair do PSG, diz jornal

Segundo o 'Le Parisien', gigante inglês monitora situação do atacante brasileiro e busca sua contratação caso ele opte por deixar Paris

Chelsea monitora Neymar e tentará contratação caso jogador decida sair do PSG, diz jornal
Foto: Eurasia Sport Images/Getty Images Europe

Neymar está novamente no radar do Chelsea, de acordo com informações do jornal Le Parisien. Mesmo em um momento de baixa no futebol europeu, o atacante brasileiro continua a despertar interesse dos gigantes do Velho Continente. O clube inglês está monitorando a situação do jogador no Paris Saint-Germain e está alinhado para contratá-lo, caso ele decida não permanecer em Paris.


Neymar recentemente retornou ao PSG e encontra-se na reta final de recuperação de uma lesão no tornozelo direito. Durante suas férias e tratamento, o jogador foi visto em alguns eventos. Um dos trunfos do Chelsea para atrair Neymar é a possibilidade de trabalhar novamente com o técnico argentino Maurício Pochettino, com quem conquistou a Copa da França (2020/21) e o Campeonato Francês (2021/22) no PSG. Pochettino foi contratado pelo Chelsea após a última temporada e tem a missão de reerguer a equipe depois de uma campanha decepcionante, que resultou apenas no 12º lugar na Premier League.


O Chelsea está passando por uma fase de reformulação, com negociações envolvendo diversos jogadores, especialmente com o mercado da Arábia Saudita, e busca novas referências para seu elenco. A possibilidade de trabalhar novamente com Pochettino e se juntar a um clube que está em busca de reconstrução pode ser atraente para Neymar.


No entanto, a permanência de Neymar no PSG também possui pontos favoráveis. O clube francês anunciou recentemente a contratação do técnico espanhol Luis Enrique, com quem o brasileiro trabalhou no Barcelona e viveu um dos melhores momentos de sua carreira. Luis Enrique foi responsável por guiar o trio MSN (Messi, Suárez e Neymar) à conquista da tríplice coroa europeia em 2015 e também comandou a seleção espanhola na última Copa do Mundo, no Catar.


Neymar tem contrato com o PSG até 2027, mas não goza de prestígio com a diretoria e, especialmente, com os torcedores, que frequentemente o criticam pelos insucessos na busca pelo título da Liga dos Campeões. Houve até mesmo um cerco à sua casa por parte de torcedores insatisfeitos. Em maio, o jornal L'Equipe informou que a direção do PSG cogita a possibilidade de emprestar o jogador para abrir espaço na folha salarial e realizar novas contratações, uma vez que poucos clubes teriam condições de arcar com a multa rescisória de quase R$ 1,5 bilhão estipulada para o camisa 10. Além do Chelsea, Newcastle e Manchester United também manifestaram interesse no atleta.


Antes de se lesionar, Neymar teria sido oferecido pelo presidente do PSG, Nasser Al-Khelaïfi, ao novo proprietário do Chelsea, Todd Boehly, em um encontro entre os dirigentes, de acordo com o Le Parisien. O time inglês mostrou disposição em pagar 60 milhões de euros (R$ 334 milhões) para contar com o jogador.


A expectativa é que Neymar só esteja disponível para o técnico Luis Enrique a partir de setembro, quando deve estar completamente recuperado de sua lesão no tornozelo direito. O risco de lesões musculares também é levado em consideração devido ao longo período de inatividade, que já acumula cinco meses sem entrar em campo.


Enquanto isso, o PSG se prepara para sua pré-temporada, com o primeiro amistoso marcado para o dia 21 de julho contra o Le Havre, no novo centro de treinamento do clube. A equipe viajará para o Japão para uma série de amistosos, enfrentando o Al-Nassr, time de Cristiano Ronaldo, no dia 25, o Cerezo Osaka, no dia 28, e a Inter de Milão no dia 1º de agosto. A estreia na temporada 2023/24 está marcada para o dia 13 de agosto contra o Lorient, pelo Campeonato Francês. A presença dos jogadores lesionados no elenco ainda é incerta.

Comments


Publicidade

Publicidade

bottom of page