top of page
  • Branca Ícone Instagram
  • Ícone do Facebook Branco
  • X
  • TikTok

Delegado-geral da Polícia Civil de Goiás pede exoneração

Lourenço alegou motivos pessoais. Novo diretor será escolhido pelo governador Caiado

Delegado-geral da Polícia Civil de Goiás pede exoneração
Foto: Reprodução

O delegado-geral da Polícia Civil de Goiás, Alexandre Pinto Lourenço, pediu exoneração do cargo, na quinta-feira (2/2), em reunião com o governador Ronaldo Caiado (União Brasil). A informação foi confirmada pelo próprio delegado, que afirma que os motivos são exclusivamente pessoais.


Com a saída, o delegado-geral adjunto, Reinaldo Koshiyama, assume o posto interinamente.


Delegado negou que tenha qualquer atrito com o secretário de Segurança Pública, Renato Brum, ou qualquer dificuldade na função. Ele disse que volta para a estrutura da polícia como delegado, mas que agora precisa tirar um tempo para cuidar da família.


Alexandre Lourenço comandou a Polícia Civil por quase dois anos. Ele assumiu o cargo em fevereiro de 2021 para substituir o delegado Odair José Soares. Antes de assumir a função, Lourenço participou de investigações grandes em Goiás, como a da Máfia dos Caça-níqueis, em 2012, e as operações Metástase e Morfina, em 2019.

Comentarios


Publicidade

Publicidade

bottom of page