top of page
  • Branca Ícone Instagram
  • Ícone do Facebook Branco
  • X
  • TikTok

Dona Natália aprende a ler e escrever aos 90 anos de idade em Senador Canedo

Ela entrou na sala de aula pela primeira vez aos 90 anos de idade e agora aprendeu a escrever o nome e a soletrar palavras

Dona Natália aprende a ler e escrever aos 90 anos de idade em Senador Canedo
Dona Natália Teodolina - Foto: Xande Manso

Aos 90 anos de idade, a dona Natália Teodolina abre um sorriso enorme para dizer com muito orgulho que agora ela consegue assinar seu nome e soletrar algumas palavras. Baiana de nascença e canedense de coração, ela é uma das alunas do curso de “Alfabetização e Família”, um projeto do Governo de Goiás no qual a Prefeitura de Senador Canedo é parceira.


Muito conhecida na cidade pelos trabalhos como benzedeira e por morar no município há mais de 50 anos, dona Natália conta que sempre quis frequentar a sala de aula, mas foi impedida.


“Meu pai dizia que não ia colocar filha dele na escola porque não queria que a gente aprendesse a escrever para mandar carta para namoradinho. Na época, também morávamos muito longe da cidade”, lembra.


Dona Natália conta ainda que sempre teve vontade de aprender a escrever e somente em 2022 conseguiu realizar o sonho de ir para a sala de aula pela primeira vez.

“Eu já tinha tentado começar a estudar antes, mas não deu certo. Ano passado, a equipe da Semasc veio aqui e perguntou se eu queria. Foi uma felicidade grande”, relata.


Após seis meses na sala de aula, sendo uma aluna exemplar e sem nenhuma falta, a dona Natália finalmente concluiu a primeira etapa do curso e hoje já consegue escrever e soletrar palavras e identificar números.


“Hoje eu sei assinar meu nome, escrever minha idade. Fui começando a soletrar, aprendendo a formar as palavras”, comenta ela após pegar o caderno e mostrar as atividades realizadas durante o curso.


A formatura do primeiro módulo do curso está prevista para este mês de fevereiro e a dona Natália quer continuar aprendendo ainda mais.

“Eu quero continuar estudando e dando apoio para as minhas coleguinhas também fazerem”, comenta ela, que aproveita ainda para agradecer ao prefeito Fernando Pellozo pelo apoio.


“Prefeito, muito obrigada. Senador Canedo está linda, cada dia melhor, e eu estou orando por você”, finaliza.


Sobre o curso

O curso da “Alfabetização e Família” tem duração de 4 a 6 meses, com 6 horas de aula por semana. O curso é totalmente presencial e gratuito e inclui a entrega de livros didáticos e materiais escolares como caderno, dicionário, tesoura, cola, lápis de cor e lápis de escrever.


As turmas são reduzidas e compostas por cinco a dez alunos. A busca pode ser feita, por exemplo, pelo Cadastro Único (CadÚnico), Centros de Referência de Assistência Social (Cras) e Núcleos de Assistência Social.

Comments


Publicidade

Publicidade

bottom of page