top of page
  • Branca Ícone Instagram
  • Ícone do Facebook Branco
  • X
  • TikTok

Durante inauguração de usina em Aporé, Caiado destaca geração de emprego e renda

Município localizado a 470 quilômetros de Goiânia foi escolhido pelo grupo paulista Nardini Agroindustrial para investimento de R$ 800 milhões; expectativa é de geração de mais de 2 mil empregos

Durante inauguração de usina em Aporé, Caiado destaca geração de emprego e renda
Governador Ronaldo Caiado visita indústria de cana em Aporé: primeira inauguração em 10 anos - Foto: Lucas Diener

Geração de emprego e renda, desenvolvimento tecnológico e preservação do meio ambiente. Esses são os principais impactos apontados pelo governador Ronaldo Caiado durante instalação de uma nova usina de cana-de-açúcar em Goiás, no município de Aporé, no extremo Sul do estado. O empreendimento pertence ao grupo paulista Nardini Agroindustrial e foi inaugurado nesta sexta-feira (12/5), com a presença do vice-presidente da República e ministro do Desenvolvimento, Indústria, Comércio e Serviços, Geraldo Alckmin. “Teremos tecnologia de ponta, renda per capita e salários mais altos, além de pessoas sendo preparadas para trabalhar com essa tecnologia. Isso tudo é motivo para festejar”, afirmou Caiado.


A convite da empresa, o chefe do Executivo visitou as instalações da usina, que estima moer 900 mil toneladas de cana-de-açúcar na safra atual e 80 milhões de litros de etanol. Ainda será produzida energia elétrica a partir do bagaço da cana. “É 100% verde e renovável”, lembrou o governador, ao defender o incentivo às matrizes de energia limpa no país. “Se nós temos fontes renováveis, não temos por que priorizar fontes importadas”, complementou.


Nesse sentido, o governador recebeu apoio do vice-presidente e ministro Geraldo Alckmin e do ministro de Minas e Energia, Alexandre Silveira, também convidado para a inauguração. Alckmin afirmou que o Brasil tem a “energia mais limpa do mundo” e potencial para continuar avançando. “Fomentar a indústria sucroenergética é prioridade, imprescindível para o Brasil”, concordou Silveira. Ele chamou de “pré-sal caipira" o potencial do campo para este e outros produtos, como o biogás, e disse que o percentual de etanol na gasolina pode subir de 27% para 30%, o que deve estimular o setor.


Empreendimento

Ao chegar em Goiás, ainda em 2007, o grupo Nardini Agroindustrial recebeu apoio do governo estadual por meio do Programa Produzir, posteriormente transformado em Pró-Goiás. No novo negócio inaugurado nesta sexta foram investidos R$ 800 milhões e a expectativa é gerar mais de 2 mil empregos. “Há mais de 10 anos não se inaugura uma usina em Goiás, ou seja, essa solenidade é um marco histórico para este estado. Estamos aqui para gerar emprego e desenvolvimento para esta região”, afirmou o presidente do grupo, Riccardo Nardini.

Comments


Publicidade

Publicidade

bottom of page