top of page
  • Branca Ícone Instagram
  • Ícone do Facebook Branco
  • X
  • TikTok

Em Goianésia, simulação de acidente conscientiza moradores sobre os riscos no trânsito

SMT, PM, BM e Samu participaram da ação

Em Goianésia, simulação de acidente conscientiza moradores sobre os riscos no trânsito
Simulação de acidente — Foto: Caroline Espínola

Simulação de acidente de trânsito, na manhã de quinta-feira (22/9), em Goianésia, resultou em uma campanha, nas redes sociais da Prefeitura local, para promover a paz no trânsito da cidade, que já ganhou muito com investimentos da atual gestão municipal na sinalização, vertical, horizontal e semafórica, por exemplo, mas que carece ainda de condutores mais conscientes.


O evento mobilizou equipes profissionais e viaturas de órgãos que atendem, diariamente, a esse tipo de ocorrência — o Corpo de Bombeiros Militar, a Polícia Militar e o Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) —, além da Superintendência Municipal de Trânsito (SMT), que promoveu a encenação, com a participação também de atores voluntários, Samuel Henry e Eurislley Silva.


Para realizar a encenação, a via escolhida, Avenida Brasil, na baixada, teve uma de suas faixas de rolamento fechada, pela Polícia Militar e pela SMT, da Rua 21 até a 19, garantindo a segurança dos envolvidos. A simulação foi de uma colisão, carro versus moto, com vítimas transportadas para a unidade hospitalar pelas viaturas do Samu e do Corpo de Bombeiros, depois de acionadas de verdade.


Na dinâmica, um carro de passeio descia pela Avenida Brasil quando, no cruzamento da Rua 21, o condutor da motocicleta invadiu a pista, sem obedecer à sinalização de Pare, e esbarrou no veículo, causando danos materiais e ferimentos nos dois condutores — o motociclista teve lesão na perna; e o do carro, sem o cinto de segurança, pego de surpresa com o abalroamento, bateu a cabeça no para-brisa, machucou a testa e a parte de baixo do rosto, tudo, claro, simulado, para as filmagens, inclusive com tinta no lugar de sangue.


Todos os fatos relacionados ao fatídico, embora encenado, foram como se fossem reais. O acionamento dos bombeiros e do resgate do Samu previamente estabelecido foi via telefone celular, chamadas reais. Em poucos minutos, como de praxe, as duas viaturas, com as sirenes ligadas, desceram a Avenida Goiás, para atender as vítimas.


Quem passava pelo local, e não sabia da simulação, se assustava. Felizmente, dessa vez, as vítimas não passavam de ficção. E tudo terminou bem. Samuel Henry e Eurislley Silva foram atendidos no local, estabilizados, colocados em macas, depois nas viaturas e levados, como se fossem transportados mesmo para o Hospital Municipal.


O superintendente municipal do Trânsito, Jonathas Lopes, acompanhou tudo. “Essa simulação é de um acidente corriqueiro, que nós temos alto índice na nossa cidade”, disse, sobre a colisão carro versus moto.


“Temos alguns atores aqui que se prontificaram de nos auxiliar. E vai ser promovida uma grande campanha educativa nas redes sociais da Prefeitura de Goianésia para que a gente possa trazer a conscientização, a fim de sejam evitados acidentes como esse, bem como mostrar quais os procedimentos as pessoas têm de fazer no ato de um acidente, com ou sem vítima. Essa simulação será principalmente para atender a essa expectativa de parte da população, haja vista muitas vezes a pessoa envolvida não saber o que fazer no momento”, detalhou o superintendente de Trânsito.


A cargo do Departamento de Comunicação da Prefeitura de Goianésia, o vídeo, com imagens colhidas no local pelos profissionais Giancarlo Nobre e Karen Fernandes, já está disponibilizado nas redes sociais da Prefeitura, da Polícia Militar, do Corpo de Bombeiros Militar e do Samu, a fim de conscientizar a população.


“A Polícia Militar frisa a importância da conscientização no trânsito, esse é um processo contínuo de construção de conceitos e valores para o exercício da cidadania. É importante que as pessoas tenham consciência de que não podem fazer o uso do celular no trânsito, de parar nos cruzamentos, do uso da faixa do pedestre, tem que pensar sempre que existe a possibilidade de acidente”, disse a cabo Lílian, da Polícia Militar, que deu apoio à simulação. ”É a consciência de cada um, os maiores pelos menores. É a consciência dentro de casa, nas escolas, de pai para filho. E assim, conscientes, que possamos evitar tantos acidentes e que paremos de perder vidas no trânsito”, orientou a militar.


“Importante essa simulação para a população ver como que o acidente ocorre, para chamar a atenção dos condutores nas esquinas, principalmente envolvendo carro e motocicleta, e também o percurso de como a pessoa deve agir em um momento desses, que é ligar para o Samu, ligar para o Corpo de Bombeiros, ou ligar para a Polícia Militar ou para a SMT. E também feito o trajeto, com essas possíveis vítimas, o percurso por quem sofre acidente de trânsito em Goianésia”, esclareceu Jonathas Lopes.

SMT, PM, BM e Samu participaram da ação, além dos atores voluntários, Samuel Henry e Eurislley Silva — Foto: Giancarlo Nobre

Semana

O evento da manhã desta quinta-feira integra a programação da Prefeitura de Goianésia para conscientizar a população local na Semana Nacional de Trânsito, que acontece em todo o País, de 18 a 25 de setembro.


Promovida pela Prefeitura de Goianésia, por meio da SMT, a Semana consta de uma série de ações, realizadas desde segunda-feira, 19 de setembro, em diferentes locais da cidade, em escolas municipais e nas vias próximas às unidades de ensino. A mobilização pretende conscientizar a população local para a necessária paz no trânsito.


Ao longo da semana, durante o Projeto Escolinha do Trânsito, foram realizadas palestras educativas nas escolas, seguidas do circuito no trânsito, adquirido e montado pela SMT nos pátios das unidades escolares, onde são simuladas vias com sinalização igual à de verdade, com semáforos para veículos e pedestres, lombadas eletrônicas e placas.


Há, ainda, o Projeto Faixa Viva, um teatro — parceria com a Secretaria Municipal da Cultura e Turismo — na saída dos alunos das escolas; blitz educativa; e a simulação de um acidente de trânsito.


“A Semana de Trânsito serve para conscientizar as pessoas quanto aos riscos e aos perigos ligados ao trânsito. E a participação do Corpo de Bombeiros, da Polícia Militar, da SMT, do Samu aqui é para mostrar para a população que os acidentes estão muito intensos no nosso município”, esclareceu o tenente Éder, que acrescentou:


“E é importante deixar bem claro que a maioria dos acidentes acontece por falha humana, associada a três causas principais: a falta de responsabilidade do condutor, quando ultrapassa o sinal vermelho, por exemplo; a falta de habilidade; e a falta de cuidado, quando, por exemplo, conduz o seu veículo sem o uso do cinto de segurança”.


No tocante à simulação, tenente Eder disse que a colisão carro e moto é uma das que mais preocupam: “Daí essa encenação, com atendimento com vítimas que colidiram moto e carro, aqui no cruzamento da Avenida Brasil com a Rua 21, desde o acionamento aos telefones 193 e 192, o deslocamento das equipes, o atendimento no local e o deslocamento para a Unidade de Pronto Atendimento.”


Samuel Henry, o ator que conduziu a motocicleta na simulação, manifestou a sua alegria de participar da encenação, esperando ter contribuído para a redução dos acidentes em Goianésia. “O objetivo é conscientizar os condutores de carros e motos que trafegam nas vias de Goianésia. Claro, vem o nervosismo, igual em uma situação de verdade, mas estamos aí para ajudar e servir a população de Goianésia”, afirmou o ator, que é servidor da Prefeitura e revelou de onde veio o talento para a dramaturgia: “Isso aí gente vai aprendendo com a vida. O importante é mostrar às pessoas como agir em uma situação real de acidente de trânsito como essa.”

Comments


Publicidade

Publicidade

bottom of page