top of page
  • Branca Ícone Instagram
  • Ícone do Facebook Branco
  • X
  • TikTok

Enel vai construir Linha de Distribuição de Alta Tensão em Goianésia em nove meses

Comunicado que acompanha o cronograma foi entregue ao prefeito Leonardo Menezes

Foto: Reprodução

Em Brasília, na semana passada, o prefeito de Goianésia, Leonardo Menezes, testemunhou, na Agência Nacional de Energia Elétrica - Aneel, na companhia do deputado federal José Nelto (PODE-GO), a assinatura de termo entre a Enel Distribuição Goiás (Enel-GO) e a Aneel, agência reguladora de energia elétrica, visando à finalização da obra de Linha de Distribuição de Alta Tensão (LDAT) Goianésia-Barro Alto II.


O documento garante a conclusão da obra em nove meses, contados da liberação da licença ambiental, emitida em 6 de abril, conforme o cronograma macro apresentado pela Enel-GO, cópia dele entregue ao prefeito Leonardo Menezes pelo diretor-geral da Aneel, André Pepitone da Nóbrega.


De acordo com a Enel-GO, a obra da LDAT 69 kV (quilovolt), Goianésia-Barro Alto II, será realizada no Município de Goianésia, estendendo-se até Barro Alto. A obra terá início na Subestação de Alta Tensão (SDAT) e percorrerá trecho de 29 quilômetros até o Município de Barro Alto, mais 6 quilômetros até a Subestação de Barro, totalizando 35 quilômetros.


Pelo cronograma, as obras tiveram início neste mês de maio, com as etapas 1, Mobilização, e 2, Topografia e sondagem; e início da etapa 3, Estrutura/ferragens/OPGW/contrapeso, que se estenderá até julho; e seguirão mais cinco etapas, até a 7, Comissionamento e energização, prevista para dezembro até o começo de janeiro, e 8, Desmobilização, janeiro de 2023.


Gargalo

O benefício é uma conquista da gestão municipal, que já não dispõe de carga de energia para atender novos investimentos, para atração de negócios, trazidos pelo Programa Industrializa Goianésia, e consequente geração de empregos no Município.


São exemplos desses negócios atraídos, e que dependem de maior carga de energia, o Grupo ReGra, que vai instalar em Goianésia um centro de distribuição, e a Fricó Alimentos.


Sensibilizado com a questão, que impactará diretamente na geração de empregos, o deputado José Nelto trabalhou nos bastidores, em Brasília, para que fosse priorizado o processo de licenciamento ambiental, cuja emissão garante o imediato início das obras, a fim de acelerar o benefício para Goianésia.


“Depois de muita luta, de muito trabalho, assinamos o documento, entre a Enel e a Aneel, e Goianésia vai receber, dentro de nove meses, agora já de oito meses, a energia, saindo de Furnas Barro Alto”, disse em Brasília o deputado José Nelto, exibindo o documento em que a Enel firma o compromisso de realizar as obras no prazo de nove meses da emissão da licença ambiental, ao lado de André Pepitone da Nóbrega, da Aneel, e do prefeito Leonardo Menezes.


“Temos o compromisso firmado pela Enel de realizar essa obra, agora em oito meses, dado que já evoluiu um mês de cronograma de trabalho”, reforçou André Pepitone, dizendo ser privilégio, para a Aneel, ter essa conquista no âmbito do setor elétrico, que beneficiará o Goiás e o Município de Goianésia.


“Agradeço mais uma vez ao deputado federal José Nelto, o trabalho que ele tem prestado para Goianésia, e ao André, da Aneel, por sua intervenção, entregando o cronograma de obras dessa linha de distribuição”, afirmou o prefeito Leonardo.


Carta

Em comunicado, que acompanha o cronograma entregue ao prefeito Leonardo Menezes, a Enel-GO afirma ter atualmente 30 análises de viabilidade técnica (AVT Doravante) emitidas e em validade, cuja condição de conexão é a referida obra. Cada AVT representa uma intenção de conexão que, somadas, totalizam o montante de 17,3 MVA (Megavoltampère) de carga a ser disponibilizada, caso seus clientes tenham interesse em seguir com a conexão dentro da validade dos referidos estudos.

Comments


Publicidade

Publicidade

bottom of page