top of page
  • Branca Ícone Instagram
  • Ícone do Facebook Branco
  • X
  • TikTok

Feminicídio: namorada assassinada a pauladas e suspeito é encontrado morto na prisão

Grupo de Investigação de Desaparecidos soluciona o caso em menos de 48 horas após a última aparição da vítima

A Polícia Civil de Goiás, por meio do Grupo de Investigação de Desaparecidos, em operação integrada com a Polícia Militar de Goiás, prendeu um homem na segunda-feira (15/01) pelos crimes de feminicídio e ocultação de cadáver. O indivíduo, inicialmente não identificado, estava sob investigação devido ao desaparecimento de sua namorada, Raimunda Costa Silva, uma diarista de 48 anos.


Ela foi vista pela última vez no sábado (13/01), por volta das 11h00 ao deixar seu local de trabalho em um condomínio residencial no Setor Bueno, em Goiânia.


De acordo com as informações apuradas, o suspeito teria matado Raimunda a pauladas após uma discussão entre o casal e ocultado o corpo em uma região de pasto no setor Residencial Real Grandeza, em Aparecida de Goiânia. O corpo da vítima foi descoberto na manhã de segunda-feira (15/01), depois que o autor confessou o crime, indicando o local do ocorrido. A ação da Polícia Civil de Goiás resultou na prisão em flagrante do homem, solucionando o caso em menos de dois dias.


Novas informações obtidas pela polícia indicam que a motivação para o crime foi uma briga motivada por ciúmes, conforme declarou o próprio suspeito. Raimunda foi vista pela última vez na porta do condomínio onde trabalhava.


A delegada Ana Paula Machado, responsável pelo caso, revelou que o suspeito tentou ocultar a verdade dos fatos ao estar junto com a família da vítima, fornecendo informações falsas sobre o desaparecimento. A investigação revelou que a família de Raimunda não estava ciente do relacionamento.


Entretanto, o desdobramento mais recente aponta que o suspeito, identificado como Maycon Alves de Almeida, foi encontrado morto dentro da cela onde estava detido, em Aparecida de Goiânia, na manhã de terça-feira (16/01).


O crime pelo qual Maycon era suspeito ocorreu no último sábado (13/01). Segundo a delegada Ana Paula Machado, o suspeito atentou contra a própria vida antes de passar por audiência de custódia.


A polícia continua suas investigações e outras duas testemunhas que conheciam o casal devem prestar depoimento, enquanto a polícia apura possíveis desavenças econômicas entre a vítima e o suspeito. O corpo de Raimunda Costa Silva foi transportado para o estado do Maranhão, onde foi velado e enterrado ainda na terça-feira (16/01).


As investigações permanecem em curso para esclarecer todos os detalhes do caso.

Comments


Publicidade

Publicidade

bottom of page