top of page
  • Branca Ícone Instagram
  • Ícone do Facebook Branco
  • X
  • TikTok

Filarmônica de Goiás se apresenta no Centro Cultural Oscar Niemeyer na próxima sexta-feira

Sob a regência do maestro titular, Neil Thomson, Orquestra vai executar obras do brasileiro Alberto Nepomuceno e do russo Alexandre Borodin

A Orquestra Filarmônica de Goiás se apresenta no Palácio da Música, no Centro Cultural Oscar Niemeyer, às 20h da próxima sexta-feira (15/03), sob a regência de seu maestro titular, Neil Thomson. O grupo vai executar a Sinfonia em Sol menor, de Nepomuceno, e Abertura Prince Igor, de Borodin. A entrada é franca e não é necessária retirada de ingressos antecipados.


Nascido em Fortaleza no ano de 1864, Alberto Nepomuceno é considerado o “pai” do nacionalismo na música erudita brasileira. Ele iniciou sua carreira em Recife, capital de Pernambuco, onde, aos 18 anos, foi nomeado Diretor de Concertos do Clube Carlos Gomes.


Transferiu-se para o Rio de Janeiro, atuando como pianista e professor de piano do Clube Beethoven. Viajou para a Europa em 1888, quando completou seus estudos em Roma e Berlim, e estabeleceu contato com as mais variadas correntes estéticas da época, interessando-se sobretudo pelo romantismo alemão. Em 1894 foi nomeado professor do Instituto Nacional de Música.


Já o russo Alexandre Borodin foi membro do famoso “Grupo dos Cinco”, ao lado dos nacionalistas russos Balakirev, César Cui, Mussorgsky e Korsakov. Formado em Medicina, Borodin era mais conhecido na área da Química, na qual fez descobertas importantes. Entretanto, isso não o impediu de se dedicar também à música, tendo escrito obras significativas, sendo a mais importante O Príncipe Igor.


Composta por um prólogo e quatro atos, O Príncipe Igor é uma adaptação do libretto baseado no conto épico eslavo medieval O conto da campanha de Igor, que narra a passagem do príncipe Igor Svyatoslavich e seu filho Vladimir no cativeiro durante a guerra contra os invasores polovetsianos, em 1185.


A ópera foi deixada inacabada após a morte prematura de Borodin em 1887, vitimado pela cólera. A obra foi concluída por Glazunov Rimsky-Korsakov e a estreia póstuma ocorreu em São Petersburgo, em 4 de novembro de 1890.


Reconhecida internacionalmente como um dos melhores grupos orquestrais da América Latina, a Orquestra Filarmônica de Goiás é ligada à Secretaria de Estado de Ciência, Tecnologia e Inovação por meio da Escola do Futuro de Goiás em Artes Basileu França. A instituição é gerida pelo Centro de Educação, Trabalho e Tecnologia (CETT) da Universidade Federal de Goiás (UFG).


Serviço

Assunto: Concerto da Orquestra Filarmônica de Goiás

Quando: sexta-feira (15/03), às 20h

Onde: Palácio da Música, Centro Cultural Oscar Niemeyer

Entrada franca

Comentários


Publicidade

Publicidade

bottom of page