top of page
  • Branca Ícone Instagram
  • Ícone do Facebook Branco
  • X
  • TikTok

Goiás deve aumentar produção de grãos na safra 2022/2023 e chegar a 31,5 milhões de toneladas

Estado ocupa quarto lugar da produção de grãos do país, contribuindo com cerca de 10,14% do total produzido. Principais produtos são soja e milho, com destaque para o milho safrinha

Goiás deve aumentar produção de grãos na safra 2022/2023 e chegar a 31,5 milhões de toneladas
Produção goiana de grãos deve crescer 9,1% na safra 2022/2023 com expectativa de colheita de 16,8 milhões de toneladas de soja e 12,8 milhões de toneladas de milho - Foto: Wenderson Araujo/CNA

A produção goiana de grãos deve crescer 9,1% na safra 2022/2023 se comparada com a safra 2021/2022, alcançando 31,5 milhões de toneladas, segundo atualização da Companhia Nacional de Abastecimento (Conab), publicada nesta quarta-feira (08/02). Os dados apontam que o Estado deve figurar como quarto maior produtor nacional, atrás de Mato Grosso (92,3 milhões de toneladas), Paraná (44 milhões de toneladas) e Rio Grande do Sul (37,4 milhões de toneladas). No total, a produção goiana deve representar cerca de 10,14% do total no país para este ciclo, estimado em 310,6 milhões de toneladas.

A área destinada ao plantio de grãos no Estado e a produtividade das lavouras goianas também devem registrar aumento nesta temporada. A área plantada deve ir de 6,9 milhões de hectares na safra 2021/2022 para 7,1 milhões de hectares no ciclo 2022/2023 – crescimento de 2%. Já a produtividade geral das lavouras de grãos em Goiás deve aumentar 7%, passando de 4.150 quilos por hectare para 4.439 quilos por hectare, na comparação entre os dois ciclos.

“Temos observado com bons olhos esta safra que está em andamento pelos prognósticos registrados, especialmente em relação ao clima e aos investimentos feitos por nossos produtores. Pelo que a Conab aponta, teremos bons resultados, a exemplo da soja, que nas regiões onde a colheita já foi iniciada apresenta grãos de boa qualidade, com bom peso e boa sanidade; e do milho 2ª safra, que deve crescer 41% em relação ao ciclo anterior, com ganhos de produtividade no mesmo patamar”, comenta o secretário de Estado de Agricultura, Pecuária e Abastecimento, Tiago Mendonça. “Em contrapartida, o Governo de Goiás tem buscado realizar investimentos que contribuam para essa produção, como as linhas de crédito do FCO Rural", completa.

Soja e milho

A soja é o grão com maior participação na produção goiana. A estimativa da Conab é de que sejam produzidas 16,8 milhões de toneladas na safra 2022/2023. A área destinada à cultura é de 4,5 milhões de hectares e a produtividade estimada em 3.700 quilos por hectare.

Já a produção total de milho deve alcançar 12,8 milhões de toneladas, plantado em 1,9 milhão de hectares e uma produtividade média de 6.734 quilos por hectare. Deste total, o maior destaque é para o milho segunda safra (safrinha), cuja produção deve bater as 11,1 milhões de toneladas, distribuídas em uma área de plantio de 1,7 milhão de hectares e produtividade de 6.411 quilos por hectare.

Outros grãos que deverão ter destaque neste ciclo incluem sorgo (1,2 milhão de toneladas), trigo (135 mil toneladas), girassol (37,4 mil toneladas), feijão (290,1 mil toneladas), arroz (84,6 mil toneladas) e gergelim (1,5 mil toneladas).

Comentários


Publicidade

Publicidade