top of page
  • Branca Ícone Instagram
  • Ícone do Facebook Branco
  • X
  • TikTok

Mais de 28 mil empresas são abertas em Goiás

No acumulado dos 10 primeiros meses de 2023 Estado criou 28.398 CNPJs e pode bater novo recorde histórico no ano

Mais de 28 mil empresas são abertas em Goiás
Número de empresas abertas no estado até outubro indica que Goiás pode bater seu próprio recorde em dezembro - Foto: Divulgação/Juceg

Goiás recebeu 2.615 novas empresas no mês de outubro. No somatório do ano, de janeiro a outubro de 2023 o Estado registra 28.398 negócios abertos. Este número, conquistado a dois meses do término de 2023, indica que Goiás pode bater seu próprio recorde em dezembro. A marca histórica é de 2021, com 33.082 novas constituições empresariais. Os dados são da Junta Comercial de Goiás (Juceg).


Para o presidente da Juceg, Euclides Barbo Siqueira, a expectativa é alcançar o recorde no último mês do ano, já que faltam 4.685 empresas para se alcançar a marca histórica e a média mensal deste ano é 2.840 constituições. "Se olharmos pela média, com tranquilidade chegaremos lá porque ultrapassa o número. E ainda temos que considerar que estamos em época de fim de ano, quando as pessoas se encorajam para empreender porque tem 13º salário na praça e compras em alta com as festividades de natal e réveillon. Ou seja, o cenário é super favorável," diz.


O acumulado de 2023 também traz outros detalhes: dos 28.398 novos negócios abertos em Goiás, 13.050 contam com mulheres no quadro societário e 1.358 possuem capital superior a R$ 500 mil.


Hoje, Goiás tem 1.095.457 empresas em seus municípios, sendo quase um terço delas, ou 31,64%, na capital. Goiânia (335.788), Aparecida de Goiânia (80.905), Anápolis (64.204), Rio Verde (34.635), Valparaíso de Goiás (24.391) e Luziânia (23.907) puxam o ranking das cidades que mais possuem empresas no estado.


Outubro

No mês de outubro os empreendimentos que mais abriram portas no Estado foram: serviços combinados de escritório e apoio administrativo (274), comércio varejista de artigos do vestuário e acessórios (185), comércio varejista de bebidas (183), preparação de documentos e serviços especializados de apoio administrativo não especificados anteriormente (171) e treinamento em desenvolvimento profissional e gerencial (179).


Também em outubro, o Estado continua liderando o ranking de abertura de novos negócios entre as regiões Norte, Nordeste e Centro-Oeste, segundo dados divulgados pelo governo federal por meio do Portal da Rede Nacional para Simplificação do Registro e da Legalização de Empresas (Redesim). O estado do Ceará ficou em segundo lugar, com 2.246 empresas e, em terceiro, Mato Grosso, com 2.104 novos empreendimentos.

Comments


Publicidade

Publicidade

bottom of page