top of page
  • Branca Ícone Instagram
  • Ícone do Facebook Branco
  • X
  • TikTok

Michelly Malka vence a 3ª edição do Festival Canta Mulher, em Goianésia

Goianesiense cantou Escudo, da Voz da Verdade, e recebeu nota 9,6 dos jurados

Fotos: Divulgação/Prefeitura de Goianésia

A cantora goianesiense Michelly Malka foi a vencedora, com o primeiro lugar, do Canta Mulher, cuja final, da terceira edição do festival, foi realizada na noite dessa sexta-feira (31/03), no Teatro Maria Ivony Corrêa Guimarães, do Centro Cultural Berchiolina Rodrigues.


Ela foi a última que se apresentou na final do festival — a ordem foi estabelecida mediante sorteio realizado previamente. Malka cantou Escudo, da Voz da Verdade, e recebeu nota 9,6 dos jurados, dentre os quais os técnicos: a cantora Fernanda Nunes de Andrade; a dupla Anne & João Paulo; e a violonista Gabrielly Santos de Oliveira.


As também goianesienses Maria Isabel, que interpretou Stone Cold, de Demi Lovato, nota 9,1; e Lorena Vieira, com If I Ain’t Got You, de Alicia Keys, nota 9, ficaram com o segundo e o terceiro lugares, respectivamente.

Foi a segunda vez que Michelly Malka venceu o Canta Mulher, que ela havia conquistado com igual posição na 1ª edição do certame, em 2021. Já Lorena Vieira subiu ao “pódio” também pela segunda vez. Agora terceira colocada, ela fora segundo lugar, também em 2021.


Realizado pela Prefeitura de Goianésia, por meio das secretarias de Cultura e Turismo; e da Mulher, Família e Direitos Humanos, o evento celebra as mulheres no mês delas e distribuiu, neste ano, premiação de R$ 6 mil, mais troféus, às vencedoras, anunciadas depois de avaliados, pelo júri, os critérios de afinação, presença de palco, interpretação, ritmo e dicção.


O festival inscreveu 33 candidatas este ano, das quais 28 compareceram à fase eliminatória, de cuja audição na terça-feira (28/03), no mesmo espaço cultural, porém, sem público, saíram as 11 finalistas.


Na grande final, teatro lotado para as apresentações, nas quais as intérpretes foram acompanhadas pelo violonista Rodrigo Martins, o Rodriguinho, que é professor universitário, mestre em Fisiologia, músico há 15 anos, atualmente com o grupo Songsdei; e pelo percussionista Marcelo Falcão, atualmente baterista da cantora Simone Mendes.


Também foram prestigiadas pelas autoridades municipais: o prefeito Leonardo Menezes, que participou da abertura; a primeira-dama Eloá Menezes, que é secretária da Promoção e Assistência Social; e da Mulher, Família e Direitos Humanos; e os também secretários municipais Willian Teófilo, de Cultura e Turismo, e Luciana Otoni, da Saúde; a coordenadora da Central Municipal de Regulação de Eletivos, Graziela Miranda; e o chefe de gabinete do prefeito, Jota Carlos; além da secretária de Cultura de Rubiataba, convidada, Vanessa Neves de Souza Barbosa.


As apresentações das 10 concorrentes — uma não compareceu por motivo de saúde — sucederam às falas do prefeito Leonardo Menezes, da primeira-dama Eloá e do secretário Willian Teófilo, que declararam aberta a final do festival.


“Estamos imensamente gratos, porque a 3ª edição do Festival Canta Mulher, em homenagem ao Dia da Mulher, no mês das mulheres, foi muito boa. Superamos o número de inscrições das outras edições, compomos um júri mais técnico, e todo de fora, com jurados de Pirenópolis e de Goiânia, e tivemos aqui belíssimas vozes, presenças de palco fantásticas e mulheres homenageadas”, resumiu o secretário de Cultura e Turismo, Willian Teófilo, que ainda destacou a presença das famílias, de amigos e artistas.


“Agradecemos ao prefeito Leonardo Menezes, que esteve aqui, à primeira-dama Eloá Menezes e à sua equipe; também à equipe da Cultura, que trabalhou muito para que o evento fosse esse sucesso. E parabenizamos às vencedoras, anunciando mais Canta Mulher para o ano que vem”.


Homenagens

Durante as apresentações, foram distribuídas homenagens a mulheres cujos relevantes papéis na cultura e história de Goianésia merecem destaque, com o Troféu Berchiolina Rodrigues.

As homenageadas este ano foram Maria Célia Gomes de Sousa, ex-primeira-dama de Goianésia; Maria do Carmo de Oliveira Silva, a Carminha; Érica Caetano; Joana de Oliveira Ramos Rocha; Selmi Martins da Silva; e Janete Rodrigues Caetano Oliveira.


Repercussão

“Estou muito feliz. Não sei nem como expressar a minha gratidão ao Senhor. Eu sei que tudo o que tento fazer é para louvar o nome dEle, e foi o que eu fiz aqui: foi adorar Jesus; e a minha oração era que as pessoas O sentissem. Mas, como Deus sempre surpreende a gente, Ele acabou me dando mais esse prêmio”, disse Michelly Malka, que enalteceu o alto nível do festival.


“Eu pensei que eu não ia, são muitas meninas talentosas aqui, só elite mesmo, mas o Senhor, pela misericórdia dEle, acabou me dando, e estou muito feliz, muito grata a Ele por isso”, disse ainda a vencedora, destacando a importância do Festival Canta Mulher para fomentar novas artistas.


“Esse projeto é muito importante, porque impulsiona as meninas da nossa cidade e região a insistirem e investirem no seu talento. Isso é muito importante. Eu acredito que esse projeto não vá parar e, com certeza, vamos descobrir muitos e muitos talentos nesse palco”, disse.


Perguntada se também estava feliz com o resultado, a terceira colocada Lorena Vieira respondeu: “Tô demais. Nossa, muito feliz. Eu fiquei muito surpresa com o resultado de hoje, porque as meninas são sensacionais, né!? A gente fica assim: ‘não, não dá para entrar nessa, nessa competição, porque as meninas são maravilhosas. Nível bom, excelente”, disse Lorena, também apontando o futuro do festival: “Com certeza. Deve continuar por bastante tempo, porque tem muita mulher que canta, perdida aí, eu tenho certeza”.


Participações especiais

Ao término das apresentações das concorrentes do 3º Canta Mulher, enquanto os jurados faziam a apuração dos votos, a artista goianesiense Deliane Moreira, que participou da 1ª edição do festival, fez uma participação especial, acompanhada pelos músicos Rodriguinho, no violão, e Marcelo Falcão, na bateria.


Do mesmo modo, no início da noite, coube a outros artistas convidados, a dupla Anne e João Paulo, realizarem apresentação especial para o público no teatro.

תגובות