top of page
  • Branca Ícone Instagram
  • Ícone do Facebook Branco
  • X
  • TikTok

Operação prende servidores públicos por fraude ao Mães de Goiás, em Itaberaí

Os investigados responderão pelos crimes de peculato (desvio de recursos públicos), associação criminosa e corrupção de menores, cujas penas máximas somadas chegam a 20 anos de reclusão

Operação prende servidores públicos por fraude ao Mães de Goiás, em Itaberaí
Foto: Divulgação/Polícia Civil

A Polícia Civil, por meio da Delegacia de Polícia de Itaberaí, deflagrou nesta quinta-feira (03/11) a Operação Matrum, no combate aos crimes de peculato e fraude contra o Programa Mães de Goiás, delitos estes perpetrados por servidores públicos municipais de Itaberaí. Na oportunidade foram cumpridos dois mandados de prisão preventiva e três mandados de busca e apreensão expedidos pela Vara Criminal da cidade. A ação policial contou com a colaboração e acompanhamento da Controladoria do Município de Itaberaí, que se fez presente durante o cumprimento das diligências.


Segundo o apurado até o momento, as investigadas, servidoras públicas do município de Itaberaí, valendo-se da facilidade proporcionada pelo cargo público, desviavam valores destinados aos beneficiários do Programa Mães de Goiás, do governo estadual, mediante acesso aos dados pessoais do público-alvo do benefício social. Os investigados responderão pelos crimes de peculato (desvio de recursos públicos), associação criminosa e corrupção de menores, cujas penas máximas somadas chegam a 20 anos de reclusão.


Dado cumprimento aos mandados de prisão e demais formalidades, os investigados foram encaminhados à unidade prisional de Araçu, onde ficarão à disposição do Poder Judiciário. A operação teve o apoio do Grupo de Investigação de Homicídios (GIH) e Grupo de Repressão a Narcóticos (Genarc) de Goiás.

Comments


Publicidade

Publicidade

bottom of page