top of page
  • Branca Ícone Instagram
  • Ícone do Facebook Branco
  • X
  • TikTok

Prefeitura de Goianésia e Assembleia de Deus oferecem Abrigo Temporário para Moradores de Rua

Os sem-teto podem chegar, tomar banho e um lanche, e ficam até a manhã seguinte

Prefeitura de Goianésia e Assembleia de Deus oferecem Abrigo Temporário para Moradores de Rua
Foto: Ascom/Goianésia

A onda fria que chegou a Goianésia, provocada pelo fenômeno de massa de ar polar no Sul do País, levou a Prefeitura de Goianésia, por meio da Secretaria de Assistência e Promoção Social, a buscar parceria com a Igreja Evangélica Assembleia de Deus, Ministério Goianésia, a fim de oferecer abrigo a moradores em situação de rua.


O pastor Gessy, da denominação da Rua 25, Praça do Trabalhador, e o Serviço Social Betel, da mesma igreja, prontamente atenderam ao chamado, e cederam o espaço, anexo ao templo. É um abrigo provisório, que passou a acolher, nos dias 19, 20 e 21 de maio, de quinta a sábado desta semana, período de frio intenso, esses sem-teto.


“O pastor Gessy nos cedeu esse espaço e nós estamos fazendo a captação desses moradores de rua”, disse nesta sexta-feira, 20 de maio, em frente à igreja, a primeira-dama Eloá Menezes, secretária municipal de Assistência e Promoção Social.


Os sem-teto podem chegar ao local a partir das 18h, tomam banho e um lanche, e ficam até a manhã seguinte. O abrigo tem segurança, que passa a noite guardando o local.


Na primeira noite de funcionamento do abrigo, de quinta para sexta, apenas quatro moradores de rua passaram a noite no local. Foi lhes oferecido jantar e local para banho. Alguns não quiseram ir para o abrigo e outros não foram encontrados.


A secretária Eloá Menezes disse que igreja não abrigará os sem-teto no domingo (22/5), por causa da programação anteriormente agendada. Se permanecer o frio, porém, a Prefeitura viabilizará outro local e, na segunda-feira (23/5), se ainda necessário, a igreja voltará a recebê-los.


Antes, na noite de terça-feira, 17 de maio, em outra busca ativa, a Secretaria de Assistência e Promoção Social distribuiu cobertores e um caldo quentinho para esquentar a noite fria.


“Não esperávamos frio tão intenso, o que nos pegou relativamente de surpresa. A onda veio muito fria, ficamos preocupadas com esses moradores, de eles ficarem doentes, pegarem resfrio, e buscamos essa parceria”, justificou a primeira-dama, que fez apelo por doações para os moradores.


“Pedimos doações de cobertores e blusas de frio. Podem deixar aqui, na Assembleia de Deus, e também na Promoção Social. Estamos aceitando essas doações para beneficiar esses mesmos moradores em situação de rua”, afirmou Eloá.


“E outro apelo que fazemos para a sociedade é, se achar um morador de rua, avise-o, sobre esse abrigo temporário, lá na Assembleia de Deus. Vai ser até sábado”, encerrou.

Comments


Publicidade

Publicidade

bottom of page