top of page
  • Branca Ícone Instagram
  • Ícone do Facebook Branco
  • X
  • TikTok

Procon Goiânia aponta variação de 119% nos preços de frutas e verduras em julho

Pesquisa realizada no início desta semana avaliou 18 produtos em nove estabelecimentos comerciais

Procon Goiânia aponta variação de 119% no preço de produtos de hortifrúti em julho
Foto: Divulgação/ Procon Goiânia

O Procon Goiânia divulgou nesta quarta-feira (19/7) os resultados de uma pesquisa que identificou variações significativas nos preços de produtos de hortifrúti na capital. Ao todo, foram analisados 18 itens, e os dados revelam que alguns alimentos apresentam diferenças de valores de até 119% entre um estabelecimento e outro.


A pesquisa, realizada nos dias 17 e 18 deste mês, visitou nove estabelecimentos comerciais em Goiânia. Os produtos de maior destaque com as maiores variações de preços foram a laranja, a banana nanica, o alho, o chuchu e o tomate.


No caso das frutas, a laranja foi o item com maior variação, oscilando entre 119,12% e 80,16%. O preço desse produto pode variar entre R$ 3,19 e R$ 6,99 nos diferentes estabelecimentos pesquisados. A banana nanica registrou uma variação de 100,33%, com preços encontrados entre R$ 2,99 e R$ 5,99, enquanto o abacaxi teve uma variação de 88,85%, com valores entre R$ 5,29 e R$ 9,99.


A pesquisa também destacou a economia que o consumidor pode obter ao escolher produtos com preços mais baixos. Optando por itens de menor valor, a despesa total da lista de hortifrúti pode ser de R$ 22,45. Por outro lado, ao levar para casa os produtos com os preços mais altos, o gasto pode chegar a R$ 43,95. Dessa forma, a economia potencial nessa situação pode chegar a R$ 21,50.


No caso das verduras, o alho apresentou a maior variação, podendo ser encontrado entre R$ 9,99 e R$ 23. O chuchu também teve uma oscilação significativa, variando entre R$ 2,79 a R$ 5,99, com uma variação de 114,70%. Itens como tomate, cebola e limão também apresentaram variações relevantes. A pesquisa destaca que, ao optar por itens com menor preço, a economia na aquisição da lista de verduras pode ser de até R$ 26,51.


O presidente do Procon Goiânia, Júnior Café, enfatiza que o objetivo da pesquisa é alertar os consumidores sobre a importância de pesquisar antes de adquirir qualquer produto, uma vez que os preços podem variar de acordo com diversos fatores, como armazenamento, climatização, tonalidade, tamanho, temporalidade e sazonalidade.


“Esse trabalho ajuda muito os consumidores goianienses. Os dados obtidos por meio dessas amostras, que são elaboradas pela gestão municipal, se tornam uma referência à medida que conscientizam a comunidade”, destaca Júnior Café.


Além disso, o Procon ressalta a importância dos consumidores avaliarem as condições de armazenamento dos produtos, mesmo que eles não apresentem prazo de validade vencido.

Comments


Publicidade

Publicidade

bottom of page