top of page
  • Branca Ícone Instagram
  • Ícone do Facebook Branco
  • X
  • TikTok

“Quanto mais célere a justiça, mais justiça se faz”, diz Caiado sobre novos desembargadores do TJ

Em demonstração de diálogo permanente entre Poderes, governador prestigiou a posse de três magistrados do Tribunal de Justiça de Goiás, em Goiânia

“Quanto mais célere a justiça, mais justiça se faz”, diz Caiado sobre novos desembargadores do TJ
Em solenidade de posse de novos desembargadores, governador Ronaldo Caiado defende busca por celeridade no Judiciário - Foto: Júnior Guimarães

Durante solenidade de posse de três novos desembargadores do Tribunal de Justiça de Goiás (TJ-GO), realizada nesta segunda-feira (27/02), o governador Ronaldo Caiado defendeu a ampliação do número de magistrados como ferramenta para tornar a Justiça mais ágil e eficaz. “Os benefícios aparecerão na agilidade com que os processos serão despachados e nas conclusões que daremos a milhares de pessoas que aguardam uma decisão judicial. Quanto mais célere a justiça, mais justiça se faz”, afirmou.


Caiado prestigiou o evento que deu posse a Vicente Lopes, indicado pela Ordem dos Advogados do Brasil – seção Goiás (OAB-GO); Silvânio de Alvarenga, que assumiu por critério de antiguidade; e Eliseu Taveira, que assumiu vaga destinada ao Ministério Público (MP-GO). Os integrantes acompanham mudança recente na composição da Justiça Estadual - o número de cargos de desembargador saltou de 52 para 78 após sanção de lei pelo chefe do Executivo em dezembro de 2022.


A sessão foi presidida pelo presidente do TJ-GO, desembargador Carlos Alberto França, que se colocou "à disposição do governo para os grandes temas de interesse do Estado". Ao falar pela entidade, o desembargador Luiz Cláudio Veiga Braga garantiu o diálogo entre todos os Poderes para a formação de um “coro” em prol da população. “Todos, na sonoridade de voz única, propiciam meios facilitadores das conquistas para a satisfação de sua clientela: os que necessitam do processo como instrumento da pacificação social”, expressou.


Os novos desembargadores ressaltaram o desejo conjunto de contribuir para melhorias no serviço prestado pelo Judiciário. “Venho para contribuir. O Poder Judiciário e o Executivo devem ser independentes, harmônicos entre si, mas sempre dialogar”, disse Vicente Lopes. “Este cargo exige que o magistrado contemple o bem e faça a verdadeira Justiça”, enfatizou Silvânio de Alvarenga. Já Eliseu Taveira definiu a chegada ao posto como “o coroamento de muitos anos de trabalho”. Foram 37 anos dentro do MP-GO.


Também estiveram presentes na solenidade o vice-governador de Goiás, Daniel Vilela; o presidente da Assembleia Legislativa do Estado de Goiás, deputado Bruno Peixoto; a presidente da Associação dos Magistrados do Estado de Goiás (Asmego), Patrícia Carrijo; o procurador-geral de Justiça de Goiás, Aylton Flávio Vechi; e o presidente da Ordem dos Advogados do Brasil – Seção Goiás (OAB Goiás), Rafael Lara, entre outros convidados.

Comments


Publicidade

Publicidade

bottom of page