top of page
  • Branca Ícone Instagram
  • Ícone do Facebook Branco
  • X
  • TikTok

Vereador de Aragarças é preso por suspeita corrupção em esquema conhecido como "rachadinha"

As informações dão conta que o parlamentar estaria recebendo um pagamento feito pela Câmara de Vereadores para um escritório de advocacia contratado pela consultoria e assessoria jurídica ao Legislativo Municipal, em típico esquema conhecido como “rachadinha”.

Vereador de Aragarças é preso por suspeita corrupção em esquema conhecido como "rachadinha"
Foto: Reprodução/PCGO

A Polícia Civil de Goiás, por meio da Delegacia Estadual de Repressão a Crimes Contra a Administração Pública (DERCAP), deflagrou, nesta quarta-feira (24/8), a operação Rateio, onde foram cumpridos 01 mandado de prisão preventiva em face de um vereador da cidade de Aragarças e mais 03 mandados de busca e apreensão na referida cidade, sendo um deles na sede Câmara Municipal de Vereadores de Aragarças.


As investigações apontam indícios de esquema criminoso implementado pelo vereador preso, consistente no recebimento de vantagem indevida, fruto de parte do pagamento realizado pela Câmara de Vereadores a escritório de advocacia contratado para prestação de consultoria e assessoria jurídica ao Legislativo Municipal, em típico esquema conhecido como “rachadinha”.


Foi apurado, ainda, que o esquema se iniciou em janeiro de 2021 e perdurava até os dias atuais, com pagamentos mensais ao referido vereador, que garantia por meio da propina a continuidade do contrato de prestação de serviços ao legislativo municipal.


As investigações mostram que os pagamentos eram feitos por meio de depósitos em conta de um parente do vereador, assim como também eram entregues na própria sede da Câmara Municipal, que estaria sendo usada como escritório para a prática do crime. A Polícia, inclusive, obteve filmagens sobre o último pagamento recebido.


Com as buscas desta quarta-feira (24/8), foram apreendidos documentos e aparelhos eletrônicos, que passarão por análise, assim como foi apreendida uma arma de fogo na casa do vereador, o que também motivou a lavratura de auto de prisão em flagrante por posse irregular de arma de fogo.

Comments


Publicidade

Publicidade

bottom of page