top of page
  • Branca Ícone Instagram
  • Ícone do Facebook Branco
  • X
  • TikTok

Voo de repatriação deixa Israel com 209 passageiros e 9 pets rumo ao Brasil

Desembarque está previsto para madrugada desta segunda (23/10) no Rio de Janeiro. Operação já totaliza 1.410 brasileiros repatriados e 53 animais domésticos

Voo de repatriação deixa Israel com 209 passageiros e 9 pets rumo ao Brasil
Aeronave KC-30, uma das utilizadas para a repatriação de brasileiros na Operação Voltando em Paz - Foto: Sgt. Viegas/FAB

Um novo voo da Operação Voltando em Paz decolou neste domingo (22/10), às 18h25, de Tel Aviv, em Israel (12h25 de Brasília), com destino ao Brasil. A bordo do avião KC-30 (Airbus A330 200) da Força Aérea Brasileira (FAB), estão 209 passageiros e nove animais domésticos.


Com esta decolagem, o total de brasileiros resgatados pela Operação desde o seu início em 10 de outubro chega a 1.410, incluindo 53 animais de estimação. A aeronave está prevista para aterrissar no Aeroporto do Galeão, no Rio de Janeiro, por volta das 4h, horário de Brasília, nesta segunda-feira, 23 de outubro.


A Operação Voltando em Paz foi implementada em resposta a um ataque terrorista ocorrido em Israel em 7 de outubro. O Governo Federal mobilizou rapidamente a ação, ativando embaixadas do Brasil em Tel Aviv, Cairo (Egito) e o Escritório de Representação em Ramala (na Palestina) para identificar brasileiros em situações de dificuldade, priorizando grupos vulneráveis, como gestantes, idosos, mulheres e crianças.


Além dos resgates, a Força Aérea Brasileira operou quatro aeronaves, incluindo um avião presidencial, para apoio humanitário. O Governo Federal também facilitou o transporte de brasileiros das principais cidades israelenses para o aeroporto de Tel Aviv, resultando em desembarques em várias cidades brasileiras.


A representação brasileira em Ramala coordenou a retirada segura de brasileiros de áreas de conflito e está negociando com autoridades locais para repatriação. Além disso, o Brasil enviou 40 purificadores de água com tecnologia nacional à zona de conflito, auxiliando na crise de acesso à água potável. Dois kits de saúde, cada um atendendo até 3 mil pessoas por mês, foram disponibilizados, contendo medicamentos e insumos médicos essenciais.

Comentarios


Publicidade

Publicidade

bottom of page