top of page
  • Branca Ícone Instagram
  • Ícone do Facebook Branco
  • X
  • TikTok

Ivermectina, limão e caldo de cana não são eficazes no combate à dengue

A vacinação é uma importante medida de prevenção, especialmente para grupos de risco

A ivermectina, conhecida por sua presença em discussões sobre tratamento precoce para a COVID-19, agora volta a ser mencionada como possível solução para a dengue. No entanto, essa narrativa é falsa e carece de qualquer embasamento científico.


Durante a pandemia da COVID-19, a ivermectina foi defendida como parte de um tratamento precoce contra a doença, apesar de não ter eficácia comprovada. Estudos rigorosos realizados em todo o mundo demonstraram claramente a ineficácia do medicamento contra o vírus.


É importante ressaltar que a ivermectina também não é eficaz na diminuição da carga viral da dengue. O Ministério da Saúde não reconhece qualquer protocolo que inclua esse medicamento no tratamento da doença.


A disseminação de fake news, especialmente em contextos epidemiológicos que demandam atenção, é extremamente perigosa. É fundamental conhecer os sintomas da dengue e buscar o tratamento adequado.


Limão não neutraliza carga viral da dengue

Outra informação falsa disseminada nas redes sociais é a ingestão de sumo de limão para neutralizar a carga viral da dengue. No entanto, de acordo com a Associação Brasileira de Nutrição, alimentos que contêm salicilatos e têm ação antitrombótica, como o limão, devem ser evitados em casos de suspeita da doença.


Além do limão, é recomendado evitar o consumo de alimentos como abricó, ameixa fresca, amêndoa, amora, batata, cereja, groselha, maçã, melão, morango, nectarina, nozes, passa, pepino, pêssego, pimenta, tangerina, tomate e uva. Esses alimentos podem diminuir a biodisponibilidade da vitamina C e os níveis séricos de folato, ferro e potássio, além de aumentar a excreção urinária das vitaminas B1, B6 e K, podendo causar alterações gástricas, hipotensão, alergias, distúrbios do equilíbrio ácido-básico e fenômenos hemorrágicos.


Sintomas da dengue e tratamento

Os sintomas da dengue incluem febre, dor no corpo e nas articulações, dor atrás dos olhos, mal-estar, falta de apetite, dor de cabeça, manchas vermelhas no corpo, dor abdominal intensa, vômitos, letargia ou irritabilidade. A forma grave da doença, conhecida como dengue hemorrágica, pode apresentar dor abdominal intensa e contínua, náuseas, vômitos persistentes e sangramento de mucosas.


O tratamento para a dengue é baseado principalmente na reposição volêmica adequada, considerando o sorotipo da doença. Para casos leves, é recomendado repouso, hidratação, administração de paracetamol ou dipirona em caso de dor ou febre, e não administração de ácido acetilsalicílico.


Vacina contra a dengue

Cerca de 3,2 milhões de pessoas devem ser vacinadas contra a dengue no Brasil ao longo de 2024. O país é o primeiro do mundo a oferecer a vacina no sistema público de saúde, com a incorporação da vacina após análise da Comissão Nacional de Incorporações de Tecnologias no SUS.

Comments


Publicidade

Publicidade

bottom of page