top of page
  • Branca Ícone Instagram
  • Ícone do Facebook Branco
  • X
  • TikTok

Desembargador afastado por defender o fim da PM retorna ao cargo após decisão do CNJ

Decisão do CNJ considera críticas do desembargador como não representativas de ofensa frontal à instituição policial

Desembargador afastado por defender o fim da PM retorna ao cargo após decisão do CNJ
Foto: Reprodução/TJ-GO

O Conselho Nacional de Justiça (CNJ) determinou o retorno do desembargador Adriano Roberto Linhares Camargo ao Tribunal de Justiça de Goiás (TJ-GO). Ele havia sido afastado após proferir críticas à Polícia Militar durante um julgamento.


As declarações de Camargo, feitas em 1º de novembro, geraram reações do governador Ronaldo Caiado. O desembargador afirmou que a PM é despreparada e sugeriu o fim da instituição. Caiado, por sua vez, considerou as declarações uma agressão à PM e um atentado à Constituição Brasileira.


O CNJ, ao analisar a ação da Associação dos Magistrados do Estado de Goiás (Asmego), concluiu que as palavras do desembargador, embora infelizes, não configuram uma ofensa frontal à instituição policial. O ministro Luis Felipe Salomão, responsável pela decisão, enfatizou que o retorno de Camargo não representa risco ao exercício da jurisdição.


O Tribunal de Justiça de Goiás, por meio de nota, informou que cumpre as decisões do CNJ e que a volta do desembargador será efetivada. A decisão será agora submetida à análise de um grupo de ministros para possível revisão.


Camargo, que recebeu a decisão com tranquilidade, contabiliza 34 anos de serviço no tribunal. Seu advogado, Dyogo Crosara, destacou a história do desembargador e ressaltou a ausência de elementos para o afastamento.


O episódio levou o governador Caiado a pedir a avaliação da fala de Camargo pelo conselho de ética do tribunal, sugerindo a possibilidade de impeachment. O vídeo divulgado nas redes sociais reitera o orgulho de Caiado em ser o comandante-chefe da Polícia Militar e pede respeito à instituição.

Comments


Publicidade

Publicidade

bottom of page