top of page
  • Branca Ícone Instagram
  • Ícone do Facebook Branco
  • X
  • TikTok

Empresários goianos destacam apoio do Governo de Goiás nas negociações com executivos chineses

Eles ressaltam importância de canal de diálogo aberto pelo Executivo goiano com investidores da China. Missão comercial chefiada pelo vice-governador termina nesta quinta-feira (22/6). No segundo semestre governador Ronaldo Caiado oficializa, naquele país, parcerias cujos termos foram discutidos previamente por Daniel Vilela

Na China, comitiva de empresários goianos estreita relacionamento com representantes do mercado chinês - Foto: Bruno Farias

Na reta final da missão comercial à China, líderes empresariais e de entidades de classe destacam a importância da interlocução do Governo de Goiás para a abertura de canais de negociação com executivos, industriais e investidores chineses. Afirmam que a já consolidada relação diplomática entre o estado e o país asiático facilitou diálogos e gerou oportunidades que beneficiam de micro à grandes empresas goianas.


“Tivemos aqui na China conversas extraordinárias que vão resultar na importação, por parte deles, de mais produtos goianos. Em contrapartida, exportarão para nós novos artefatos que vão incrementar nossa linha de produção”, celebrou o empresário e presidente executivo da Associação Pró-Desenvolvimento Industrial do Estado de Goiás (Adial), Edwal Portilho. “Vamos ‘copiar’ as excelentes iniciativas que vimos por aqui e agregar mais valor aos nossos produtos”.


“Esta missão, liderada pelo vice-governador Daniel Vilela, nos deu a chance de evoluirmos, ainda mais, nesta parceria Goiás/China. A boa diplomacia só nos favorece”, acrescentou Portilho. Em 2022, para se ter ideia da dimensão desta relação, o mercado chinês respondeu por cerca de 46% de tudo que o estado vendeu para o exterior.


Presidente da Associação Comercial e Industrial do Estado de Goiás (Acieg), Rubens Fileti disse que ao organizar a missão comercial, o governo goiano “abriu portas” e foi “fundamental” para que os empresários “fizessem conexões” com seus pares chineses. “Foi uma agenda puxada, com muitos compromissos, visitas técnicas e reuniões em fábricas e indústrias, mas muito proveitosa”, ressaltou.


“Tivemos acesso a processos tecnológicos e nos reunimos com potenciais fornecedores graças ao respeito que Goiás tem aqui. A receptividade foi algo incomparável. Os chineses foram solícitos, estão abertos e em busca de novas matérias-primas”, relatou Nicolas Canevaroli, do Grupo Canevaroli, que atua na área de saneamento.


Além de participarem de audiências conduzidas pelo vice-governador Daniel Vilela com autoridades das províncias de Henan, Hebei e Shandong para formatar acordos comerciais, tecnológicos, diplomáticos e tratados de cooperação, os empresários goianos também tiveram compromissos exclusivos que foram articulados pelo Governo de Goiás.


Na terça-feira (20/6), por exemplo, encontraram-se com executivos de Xangai na sede do consulado brasileiro. Em outros dias, participaram de rodadas de negócios nas cidades de Beijing, Zhengzhou e Langfang – com destaque para esta última, onde foram recebidos na maior feira mundial de logística, inovação e tecnologia. Já nesta quarta-feira (21/6), também em Xangai, estarão com representantes chineses dos setores farmacoquímico e de mineração, além de terem reuniões com empresários do ramo de alimentos.


A missão do Governo de Goiás à China, que também marca três décadas de relações comerciais com aquele país, encerra-se oficialmente nesta quinta-feira (22/06). Ainda este ano o governador Ronaldo Caiado desembarca em território chinês para oficializar parcerias cujos termos foram discutidos previamente nesta viagem comandada por Daniel Vilela.

Comments


Publicidade

Publicidade

bottom of page