top of page
  • Branca Ícone Instagram
  • Ícone do Facebook Branco
  • X
  • TikTok

ExpoCavalhadas abre oficialmente o Circuito Cavalhadas 2022

Este ano o roteiro contempla 12 municípios goianos com investimento de R$ 1,8 milhão. Para 2023, outras três cidades devem entrar no calendário cultural dos festejos

Foto: Divulgação

O Governo de Goiás, por meio da Secretaria de Estado de Cultura (Secult), convida a população para a ExpoCavalhadas, evento gratuito e aberto à comunidade que será realizado nesta quarta-feira (27), em Goiânia. A exposição marca a abertura oficial do Circuito das Cavalhadas 2022, que está de volta depois de uma pausa de dois anos em razão da pandemia. Este ano o roteiro contempla 12 municípios goianos com investimento de R$ 1,8 milhão. Para 2023, outras três cidades devem entrar no calendário cultural dos festejos.


Participantes de várias cidades estarão na Praça Cívica para apresentar os objetos e indumentárias dos personagens mouros e cristãos. Na ocasião, será divulgado o calendário completo da festa e os nomes dos três municípios que entrarão no Circuito das Cavalhadas em 2023. Também está confirmada a presença de grupos de Folias do Divino e a entrega de bandeiras e coroas ao governador Ronaldo Caiado.


Haverá ainda apresentações da Orquestra de Violeiros de Goiás; Congada de Moçambique de Catalão; Congo de Goiás; Banda 13 de Maio, de Corumbá; Banda Santa Cecília, de Jaraguá; e Banda Phoenix, de Pirenópolis. Outro destaque será a realização de uma cavalgada com os participantes das Cavalhadas. O passeio terá início às 11h, e deve percorrer centro da capital até a Praça Cívica.


À tarde, haverá apresentação das Pastorinhas de Pirenópolis e da Banda de Hidrollina; representação dos Mascarados de Jaraguá, Pirenópolis e Palmeiras; além de Cavalhadinhas (mirim) de Jaraguá e Pirenópolis. Na sequência, Congada de Niquelândia; Catira, de Silvânia; Banda do Divino de Goiás e desfile das bandeiras e Coroas; Rapto da Rainha, de Posse; e Canto da Bandeira do Divino por Lilian Tomazelli e violeiro. O violeiro Almir Pessoa e o berranteiro Zé Capeta encerram o dia.


Interiorização

Dentro do programa de Interiorização da Cultura, desenvolvido pela Secult Goiás, o Governo de Goiás vai repassar R$ 1,8 milhão para os municípios realizarem as Cavalhadas. No ano passado, o aporte foi de R$ 1,3 milhão. O apoio financeiro é destinado a Santa Cruz de Goiás, São Francisco, Pirenópolis, Jaraguá, Palmeiras de Goiás, Crixás, Santa Terezinha, Hidrolina, Pilar de Goiás, Corumbá de Goiás, Posse. A cidade de Goiás, que retorna ao calendário após mais de 70 anos sem celebrações, e é a principal novidade da temporada.


Para o secretário de Cultura de Goiás, César Moura, é fundamental manter esse legado cultural de Goiás. “Estamos ajudando os municípios a manterem e ampliarem essa festa tradicional que movimenta não só nossa cultura, mas o turismo e a economia da região onde ela é realizada”, disse o titular da Cultura.


Inspiração secular

As Cavalhadas são celebrações inspiradas nas heranças culturais de Portugal e da Espanha na Idade Média. Elas começaram a ser representadas no Brasil no século XVI. Em Goiás, o primeiro registro é de 1751, na cidade de Santa Luzia (hoje Luziânia). A festa une religiosidade e fé, cultura, turismo, economia e valorização do patrimônio imaterial do Estado, mobilizando os moradores locais e visitantes.


O cenário das Cavalhadas consiste em uma representação das batalhas entre cristãos e mouros que ocorreram durante a ocupação moura na Península Ibérica (século IX a século XV). São dois exércitos com 12 cavaleiros cada que, durante três dias se apresentam, encenando a luta, ricamente ornada e com belíssimas coreografias. Junto a esta manifestação, encontra-se a presença dos Mascarados, personagens que saem às ruas, a cavalo ou a pé, fazendo algazarras.

コメント


Publicidade

Publicidade

bottom of page