top of page
  • Branca Ícone Instagram
  • Ícone do Facebook Branco
  • X
  • TikTok

Já classificado, Brasil sofre 1ª derrota no Mundial de Vôlei Feminino

Time pega China às 9h15 deste sábado, último jogo da fase de grupos

Já classificado, Brasil sofre 1ª derrota no Mundial de Vôlei Feminino
Foto: Reprodução/Twitter/CBV

A seleção brasileira, já classificada à segunda fase do Mundial de vôlei feminino, sofreu o primeiro revés nesta sexta-feira (30/9), ao perder para o Japão por 3 sets a 1 (parciais de 25/22, 25/19, 17/25 e 25/20). As asiáticas não só quebraram a invencibilidade do Brasil na competição – três vitórias seguidas - em Arnhem (Holanda), como dificultaram a subida do país para o topo do Grupo D, liderado pela China.


E o último jogo das brasileiras na fase de grupos será exatamente contra as chinesas, às 9h15 (horário de Brasília) deste sábado (1º de outubro). O país está em segundo lugar na chave, com nove pontos, a três de alcançar a líder China, que tem 100% de aproveitamento, sem um set sequer perdido. Para seguir na busca da liderança, as brasileiras precisarão derrotar as chinesas por 3 sets a 0. O total de pontos obtido na fase da grupos é levado para a etapa inicial da segunda fase.


Para o técnico José Roberto Guimarães o importante é a equipe não se deixar abater e manter o foco para o duelo deste sábado (1º/10).

“Contra o Japão você tem que jogar pressionando o tempo inteiro. No quarto set, deixamos elas voltarem para o jogo e pagamos um preço alto por isso. No primeiro e segundo sets, corremos atrás do Japão o tempo todo e a nossa defesa não funcionou em nenhum momento. Temos que pensar na China porque em menos de 24 horas já vamos estar em quadra novamente. O Mundial é uma competição longa e temos que levantar a cabeça porque ainda tem muita coisa pela frente”, avaliou o treinador, em depoimento à Confederação Brasileira de Vôlei (CBV).

As japonesas também quebraram hoje (30/9) um jejum de quase cinco anos sem vitórias sobre as brasileiras – o último triunfo nipônico ocorreu na Copa dos Campeões, em 2017.


Os destaques em quadra nesta sexta (30/9) foram as japonesas Inoue (27 pontos) e Ishikawa (18) e a brasileira Pri Daroit (17).


O Brasil disputa o Mundial feminino com as levantadoras Macris e Roberta; as opostas Kisy e Lorenne; as ponteiras Gabi, Rosamaria, Pri Daroit e Tainara; as centrais Carol, Carol Gattaz, Julia Kudiess e Lorena; e as líberos Nyeme e Natinha. O país estreou com vitória por 3 sets a 1 contra a República Tcheca, depois bateu a Argentina por 3 a 0, mesmo placar do triunfo de ontem (29/9) contra a Colômbia. O Mundial reúne 24 equipes divididas em quatro grupos. Avançam à segunda fase as quatro melhores em cada chave.

Comments


Publicidade

Publicidade

bottom of page