top of page
  • Branca Ícone Instagram
  • Ícone do Facebook Branco
  • X
  • TikTok

Prefeito de Goianésia reforça segurança no seu gabinete; mães são impedidas de serem atendidas

Mães foram até a prefeitura em busca de um posicionamento do prefeito, entretanto, a ordem foi de fechar as portas do gabinete

Um grupo de mães que procurou a Prefeitura de Goianésia nesta quarta-feira, (12/4), para cobrar por mais segurança para os filhos que estudam na rede municipal, se depararam com gabinete fechado e segurança na porta. A medida foi tomada para impedir o acesso dos responsáveis pelas crianças que estavam ali em busca de um posicionamento, entretanto, a ordem foi de fechar as portas.


Um vídeo que circula nas redes sociais, mostra as mães revoltadas ao serem retiradas e, por não serem recebidas pelo prefeito, uma das mães desabafou: “Tem dinheiro pra fazer escolta aqui, mas não tem dinheiro pra fazer escolta nas escolas”, questionou. O lamento da mãe de três crianças que estudam na rede municipal de Goianésia aconteceu depois que ela constatou que na prefeitura existem seguranças para garantir a integridade física do prefeito, mas que o mesmo não acontece nas escolas.


“Escolta pra sem verg***a tem, mas escolta pra criança de dois, três anos que tá morrendo não tem”, desabafou a mãe que precisou contentar-se em conversar com o segurança da prefeitura, porque o não foi recebida pelo prefeito Leonardo.


“Não é prefeito!? Ele tem que sair e falar com o povo, é nóis que paga o salário dele”, disse a mãe amedrontada e vulnerável diante da situação que assusta todo país. Segundo a mulher, o mínimo que ela queria era dialogar com o responsável pela cidade, entretanto, ela disse que o prefeito não quis atender, e nem mesmo o chefe de gabinete recém empossado, o militar Jota Carlos.

Por outro lado

A prefeitura de Goianésia informou através de nota que, duas pessoas, que se autodeclararam líder de um movimento foram atendidas pelo Chefe de Gabinete do prefeito, Cabo Jota Carlos. E que o prefeito estava cumprindo agenda em Goiânia. Sobre o vídeo que mostra as mães afirmando não terem sido atendidas e sendo retiradas do gabinete do prefeito por um segurança, a prefeitura preferiu não comentar.

Confira a nota na íntegra:

Viemos a público informar que são infundadas as informações compartilhadas em grupos de WhatsApp de que as manifestantes não foram recebidas na prefeitura nesta tarde.


O chefe de gabinete Cabo Jota Carlos, recebeu duas pessoas, que se autodeclararam “LÍDERES DO MOVIMENTO”.


Na ocasião, foram ouvidas as solicitações das líderes, foram esclarecidas as medidas que serão tomadas pela prefeitura mediante debate com as autoridades municipais, segurança pública e gestoras escolares.


As reivindicações por elas apresentadas, serão levadas ao prefeito, que na ocasião estava cumprindo agenda em Goiânia.


Gabinete do Prefeito

Commentaires


Publicidade

Publicidade

bottom of page