top of page
  • Branca Ícone Instagram
  • Ícone do Facebook Branco
  • X
  • TikTok

Preço dos combustíveis é barreira para brasileiro comprar veículo, aponta pesquisa

Segundo pesquisa Ipsos Drivers, este é um dos motivos mais alegados. Os dados foram divulgados na esteira do anúncio de reoneração dos combustíveis feito pelo Ministério da Fazenda

Preço dos combustíveis é barreira para brasileiro comprar veículo, aponta pesquisa
Foto: Reprodução

Uma pesquisa feita pela Ipsos mostra que o preço do combustível é a terceira principal barreira para a compra de um veículo pelas famílias brasileiras. O dado foi apurado na versão 2023 da “Ipsos Drivers”, que foi divulgada na esteira do anúncio de reoneração dos combustíveis feito pelo Ministério da Fazenda na última segunda-feira (27/02).


Foram 1.200 entrevistas que traçaram um ranking dos entraves para o brasileiro ter um veículo. O primeiro motivo foi o alto custo da propriedade (33,4%), seguido pela taxa de juros dos financiamentos e o preço do combustível, razões apontadas por 32,5% dos entrevistados, cada uma.


Preço dos combustíveis

Na última segunda-feira (27/02), o Ministério da Fazenda anunciou a reoneração no preço dos combustíveis. Contudo, também foi anunciada uma queda no preço médio da gasolina e do diesel por parte da Petrobras para as distribuidoras. Essa redução começou a valer dia 1°: a gasolina passou de R$ 3,31 para R$ 3,18, queda de R$ 0,13 por litro. Para o diesel, o preço médio passa de R$ 4,10 para R$ 4,02, diminuição de R$ 0,08 por litro.


O economista e pesquisador da Unicamp Felipe Queiroz explica como isso impacta quem vai abastecer um veículo: “Por um lado, o governo volta a reonerar e por outro lado a Petrobrás anuncia uma redução nos preços dos combustíveis. E o efeito final dessa medida é uma redução média de 10 a 13 centavos no preço ao consumidor final que tende a ir às bombas”, explica.


Para quem precisa abastecer, essa instabilidade no preço do combustível gera preocupação, como conta a enfermeira Vilma Lobo, de 59 anos. “Essa variação impacta muito no planejamento orçamentário, porque a gente planeja um determinado valor para gastar de combustível e uma hora oscila para mais, uma hora oscila para menos. Mas, ultimamente, é sempre pra mais, a gente está gastando bem mais”, relata.


Reoneração dos combustíveis

Em entrevista coletiva na última terça-feira (28/02), o ministro da Fazenda, Fernando Haddad, destacou o motivo da volta dos impostos sobre os combustíveis ter acontecido apenas neste início de março. “Além dos rumores de golpe de estado que circulavam em Brasília, havia a questão da posse do novo presidente da Petrobras, que só aconteceu recentemente, então por essas razões, e apenas essas razões, o presidente decidiu estender a desoneração da gasolina e do etanol até 28 de fevereiro e do diesel e do gás de cozinha por um ano, até o final de 2023”, explicou.

Opmerkingen


Publicidade

Publicidade

bottom of page